Sindicato convoca motoristas e cobradores(as) para ato na Câmara Municipal de São José

Por: Sandro Silva (Assessoria de Imprensa Sindicato dos Condutores do Vale do Paraíba)
Publicação: 12/03/2020

Nesta quinta-feira (12/03) por volta das 14 horas, a Diretoria do Sindicato dos Condutores do Vale do Paraíba iniciou uma convocação aos motoristas e cobradores(as) na Rodoviária Velha de São José dos Campos(SP), para o ato em defesa do emprego dos motoristas e cobradores(as) de ônibus da cidade, a partir das 17h30 de hoje, na Câmara Municipal.

A convocação de hoje à tarde foi motivado por um projeto de Lei do prefeito Felicio Ramuth, que já foi encaminhado para a Câmara Municipal e que irá definir as principais regras da licitação e do novo contrato do transporte público de São José. Entre as principais alterações no sistema, o prefeito quer autorizar a subconcessão do serviço de transporte público, ou seja, as empresas que vencerem a licitação poderão terceirizar a operação das linhas, inclusive a contratação de motoristas e cobradores(as).

Subconcessão vai gerar desemprego

O projeto do prefeito Felicio (PSDB) para a nova concessão do transporte público é um pacote de maldades contra os motoristas e cobradores(as). A subconcessão resultará em demissões nas empresas de ônibus e os trabalhadores(as) não poderão ser contratados pela empresa terceirizada durante um ano e meio! A subconcessão também resultará na retirada de direitos e redução de salários, igual ao que aconteceu com os motoristas da Coca-Cola.

Dirigir e cobrar não dá!

Por diversas vezes, as empresas de ônibus tentaram retirar os cobradores(as) das linhas. Esse corte dos empregos só não ocorreu graças a mobilização da categoria e do Sindicato dos Condutores do Vale do Paraíba. Infelizmente, o projeto encaminhado pelo prefeito Felicio Ramuth do PSDB não garante a manutenção dos cobradores(as) e deixa a decisão a critério das empresas que vencerem a nova licitação. Os cobradores têm papel fundamental junto aos motoristas, além de garantir a segurança dos passageiros nos embarques e desembarques, principalmente de cadeirantes.

Propostas para garantir os direitos da categoria

Os vereadores do PT, Wagner Balieiro, Amélia Naomi e Juliana Fraga apresentaram Emendas ao Projeto de Lei com o objetivo de garantir os direitos dos trabalhadores, a manutenção dos postos de trabalho, a fiscalização do contrato e a qualidade do transporte público. Veja as propostas apresentadas:

1) Manutenção dos empregos dos motoristas e cobradores em ônibus e vans.
2) Retirar do texto original a possibilidade de subconcessão e proíbir o município de delegar a gestão financeira do sistema.
3) Prorrogação do contrato, de 12 anos para 15 anos, só poderá ser feita com aval da Câmara.
4) Realização de audiências públicas para apresentação dos resultados das auditorias anuais do contrato de concessão.
5) Créditos eletrônicos tarifários não utilizados pelos passageiros deverão ser destinados para a redução da tarifa.

Vamos defender nossos empregos!

Quinta-feira | 12 de março
às 17h30
na Câmara Municipal

Compartilhar

Desenvolvedor Web - Relbert Ribeiro